Poster – 07

Título

ANEMIA FERROPÉNICA E FERRO EV: EXPERIÊNCIA DO HOSPITAL DE DIA DO SERVIÇO DE IMUNOHEMOTERAPIA

Autores

Paula Ravasco, Clara Juncal, Carla Pereira, Maria Manuel Deveza, Fátima Rodrigues
Serviço de Imunohemoterapia do Hospital Universitário de Santa Maria – Centro Hospitalar Lisboa Norte

O desequilíbrio persistente/cumulativo de Ferro (Fe) entre o aporte e as necessidades do organismo conduzem progressivamente à ferropénia e à anemia ferropénica (AF), caracterizada por quantidade insuficiente de Fe com impacto negativo na eritropoiese. A prevalência da AF de causa primária, multifactorial ou secundária a patologias e/ou terapêuticas pode atingir 50% e é o principal motivo de referenciação para tratamento ao H. Dia de Imunohemoterapia (HDIH) do Hospital Santa Maria-CHLN. Objetivos: 1) estudo retrospetivo para avaliar as patologias referenciadas ao HDIH para tratar a AF; 2) avaliar no último ano a resposta à terapêutica endovenosa (EV) de reposição de Fe. No total, há atualmente em seguimento no HDIH 2212 doentes com idade mediana de 51 (21-82) anos. Destes, no último ano, os doentes referenciados com AF foram: oncologia (45%), AF em estudo (20%)/AF multifactorial (12%), secundária a insuficiência renal crónica (7%), Síndromes Mielodisplásicos (3%), malabsorção (4%), secundária a infeção por VHC (3%), doenças autoimunes (2%) e situações ginecológicas (3%). A dose mediana de Fe EV nesta amostra foi 700 (500-1000) mg. A diferença nos valores medianos de Hb entre o baseline e o final do tratamento com Fe EV foram: oncologia de 8g/dL para 11g/dL, AF em estudo de 7,8g/dL para 12g/dL, AF multifactorial de 7g/dL para 11,7g/dL, secundária a insuficiência renal crónica de 6,8g/dL para 12g/dL, Síndromes Mielodisplásicos de 8g/dL para 12g/dL, síndromes de malabsorção de 8,5g/dL para 12,5g/dL, secundária a infeção por VHC de 8g/dL para 12g/dL, D. autoimunes de 7,9g/dL para 12,5g/dL, situações clínicas do foro ginecológico de 7g/dL para 12g/dL. A administração de ferro EV isoladamente está recomendado para valores de hemoglobina mais baixos, de forma a haver uma correção mais rápida para melhores outcomes.

X