Anemia na Criança e no Adolescente

Home / Anemia na Criança e no Adolescente

Prevalência da Anemia na Criança em Portugal

14%
Fonte: WHO - Global Health Observatory Data Repository/World Health Statistics

ANEMIA na CRIANÇA e no ADOLESCENTE

São muitas as possíveis causas de anemia e é uma das condições pediátricas mais frequentes. É frequentemente um sintoma de uma doença e não uma doença em si. A anemia é por vezes temporária e causada por uma deficiência nutricional ou por perda de sangue. Outras vezes, é o resultado de uma condição crónica ou hereditária, incluindo doenças genéticas, problemas autoimunes, cancro e outras doenças. Embora muitos tipos de anemia possam ser leves e facilmente corrigidos, outros há que podem ser graves, crónicos e/ou fatais.

Uma das causas mais frequentes da anemia é a deficiência de ferro, e geralmente a mais fácil de tratar, especialmente quando detectada precocemente.

O primeiro ano de vida e a adolescência são duas fases de rápido crescimento e uma potencial causa da doença, desta forma estes dois grupos são particularmente vulneráveis à anemia.

 

O que Significa Anemia?

Anemia significa que não há eritrócitos suficientes em circulação, o seu número está abaixo dos valores definidos para a idade e sexo. A principal função dos eritrócitos é o transporte da hemoglobina. Esta por sua vez é a proteína que possibilita o transporte e o fornecimento do oxigénio a todas as células do corpo. Com um número reduzido de eritrócitos, o oxigénio não chega na quantidade necessária a todos os órgãos do corpo. Sem oxigénio suficiente, os órgãos não podem funcionar normalmente. O tratamento da anemia varia consoante o seu tipo.

 

Anemia na Adolescência

A anemia por deficiência de ferro ocorre em todas as fases do ciclo da vida. Os adolescentes, em particular as raparigas, são excepcionalmente vulneráveis ​​à

deficiência de ferro. A maior prevalência é entre os 12 a 15 anos, quando as suas necessidades fisiológicas estão no seu ponto mais elevado.

É por isso importante prevenir para minimizar os casos de anemia por deficiência de ferro. Sensibilizando este grupo para a necessidade de uma dieta diversificada, que inclua alimentos ricos em ferro, ou para a necessidade da suplementação de ferro.

A adolescência é o momento para tratar e também para preparar o futuro, não só devido às necessidades apresentadas pela fase de crescimento, mas também como preparação para futuras gestações.

 

Diferentes Tipos de Anemia

Anemia hemolítica, quando os eritrócitos são destruídos muito rapidamente. Este tipo de anemia geralmente ocorre quando uma criança tem uma doença subjacente ou hereditária, por exemplo:A criança ou adolescente podem apresentar-se anémicos por diferentes tipos de anemia, e que por sua vez, podem ter diferentes causas, onde se incluem:

    • Anemia hemolítica autoimune, quando o sistema imunológico destrói os seus próprios eritrócitos;
    • Anemia hemolítica hereditária: que inclui a anemia falciforme a talassemia, deficiência de G6PD e esferocitose hereditária.
  • Anemia por hemorragia, que pode acontecer por perda de sangue em consequência de:
    • uma cirurgia, traumatismo ou acidente;
    • por períodos menstruais intensos;
    • por problemas gastrointestinais ou outro problema médico.
  • Anemia por produção insuficiente de eritrócitos, como consequência de deficit de alguns nutrientes na sua dieta, como por exemplo:
    • Anemia por deficiência de ferro: quando não tem ferro suficiente na sua dieta;
    • Anemia por deficiência de vitamina B12: quando não ingere a quantidade necessária vitamina B12 na sua dieta ou quando o organismo não consegue absorver a vitamina B12 ingerida;
    • Anemia aplástica: quando o corpo deixa de produzir eritrócitos após uma infecção, doença ou outra causa.

 

Sinais e Sintomas de Anemia

Algumas crianças com anemia podem apresentar diferentes sintomas:

  • Pele pálida (bochechas e lábios pálidos);
  • Pele e olhos amarelados (icterícia) e urina de cor escura (nas anemias hemolíticas);
  • Interior das pálpebras e leitos das unhas menos rosados que o normal;
  • Irritabilidade e “mau humor”;
  • Fraqueza e cansaço fácil;
  • Dormir mais e adormecer com frequência e facilidade.

Crianças com anemia grave podem apresentar sinais e sintomas adicionais:

  • Sentir-se tonto ou ter tonturas;
  • Rápido batimento cardíaco;
  • Falta de ar;
  • Mãos e pés inchados;
  • Dores de cabeça.

Crianças pequenas com anemia por deficiência de ferro podem também apresentar atrasos no seu desenvolvimento e problemas comportamentais.

 

Outros Sinais e Sintomas de Anemia

Crianças com anemia por níveis muito baixos de ferro no sangue podem também apresentar comportamentos alimentares estranhos, ingerindo: gelo, argila, papel e amido de milho.

Esse comportamento geralmente pode causar obstipação, e geralmente desaparece após o tratamento da anemia com um suplemento de ferro.

Se a criança apresentar algum destes sinais ou sintomas, deve consultar o seu médico.

Mesmo uma anemia ligeira pode afetar a energia e as capacidades cognitivas da criança ou adolescente. A deficiência de ferro não corrigida pode levar a uma situação crónica e resultar no comprometimento permanente do desenvolvimento a longo prazo. Um simples hemograma pode diagnosticar a anemia, na maioria dos casos.

 

Diagnosticar a Anemia

Os médicos podem diagnosticar anemia:

  • Fazendo perguntas para identificar sintomas;
  • Fazendo perguntas sobre a dieta;
  • Identificando se mais algum membro da família tem anemia;
  • Fazendo um exame físico;
  • Solicitando análises ao sangue para:
    • Observar os eritrócitos e verificar o seu tamanho e forma;
    • Verificar a quantidade de hemoglobina e ferritina no sangue;
    • Verificar a rapidez de produção de novos eritrócitos;
    • Verificar se há anemias herdadas;
    • Verificar outras células produzidas pela medula óssea (por exemplo os glóbulos brancos).

Às vezes os médicos fazem testes à medula óssea. A medula óssea é a parte esponjosa dentro do osso onde as células do sangue são feitas. Para este teste, o médico coloca uma agulha no osso para tirar uma pequena amostra de medula óssea.

 

Tratar e Prevenir a Anemia

O tratamento da anemia depende da causa. Crianças e adolescentes com anemia podem precisar de:

  • Medicamentos;
  • Mudanças na sua dieta alimentar;
  • Transfusões de eritrócitos;
  • Tratamento de outras doenças subjacentes;
  • Ser consultado por outros médicos especializados em anemia e outros problemas do sangue.

A anemia por deficiência de ferro e outras anemias nutricionais podem ser evitadas garantindo uma dieta bem equilibrada.

O seu médico pode identificar quaisquer restrições alimentares específicas, ou a necessidade de suplementos nutricionais para tratar ou prevenir a anemia.

 

Prevenir Anemias Nutricionais

  • Não dê leite de vaca ao bebé até ele completar 12 meses de idade. Dar leite de vaca antes, pode causar perda de sangue nas fezes e também pode diminuir a quantidade de ferro absorvida no intestino.
    • Se o bebé estiver a ser amamentado: terá o suplemento adequado de ferro até pelo menos aos 4 meses de idade. Após os 4 meses de idade, os bebés amamentados devem receber um suplemento de ferro, até serem incluídos na sua dieta os alimentos ricos em ferro (por exemplo, carne vermelha ou cereais fortificados com ferro, vegetais etc.). O seu pediatra pode aconselhar sobre os alimentos mais adequados para esse fim e se um suplemento de ferro adicional é necessário.
    • Se o bebé estiver a ser alimentado com leite formulado: Escolha um leite com suplemento de ferro. Um leite com baixo teor de ferro pode resultar em anemia por deficiência de ferro e não deve ser usado.
  • Após 12 meses de idade, evite dar ao seu filho mais de 2 chávenas de leite de vaca por dia. O leite é pobre em ferro e a sua ingestão pode evitar ou diminuir a quantidade de outros alimentos ricos em ferro.
  • As crianças mais velhas devem ter uma dieta equilibrada que inclua alimentos que contenham ferro. Muitos grãos e cereais adicionam ferro. Outras boas fontes de ferro incluem: carne vermelha, gema de ovo, batata, tomate, feijão e passas.
  • A ingestão de citrinos ou outros alimentos ricos em vitamina C contribuem para o aumento da absorção de ferro. Embora muitos vegetais contenham muito ferro, este apresenta-se numa forma em que é difícil a sua absorção, a vitamina C pode ajudar nesse processo.

 

Como podem os pais ajudar?

Se o seu filho começar a mostrar sinais ou sintomas de anemia, consulte o seu pediatra. Reúna toda a informação possível (sintomas, dieta alimentar, etc.), procure saber se mais alguém na sua família tem um histórico de anemia. Estes dados permitirão ao seu médico efetuar um diagnóstico rápido e definir o tratamento adequado. Desta forma a anemia do seu filho deve melhorar rapidamente.

A maioria dos tipos de anemia é tratável. Pode contudo demorar algum tempo para que os sintomas desapareçam e para que o seu filho recupere e se sinta bem.

Se a anemia do seu filho se dever a um distúrbio hereditário, o seu médico encaminhá-lo-á para um especialista (hematologista pediátrico), que lhe dará todos os cuidados de apoio e educação sobre a sua situação clínica.

Ajude seu filho a recuperar mais rapidamente, cumprindo a terapêutica prescrita e seguindo todas as indicações do seu médico.

 

Referencias bibliográficas:

  1. SILVA, Marise Cordellini da. Anemia por deficiência de ferro na adolescência. Revista Adolescência & Saúde, Rio de Janeiro. Vol. 4, nº 1 (Fev. 2007), p. 18-22.
  2. UPADHYE J.V. et al. Assessment of anaemia in adolescent girls. Int J Reprod Contracept Obstet Gynecol. 2017 Jul; 6 (7):3113-3117.
  3. PALARÉ, Maria João, et al. Défice de ferro na criança. Acta Pediatr. Port. 2004; nº3; Vol.35, 243-247.
  4. ANTUNES, Henedina et. al. Prevalência de anemia por deficiência de ferro de acordo com o tipo de alimentação do lactente. Acta Médica Portuguesa. 2002; 15: 193-197.
  5. JANUS, J. Evaluation of Anemia in Children. Fam. Physician. 2010; 81(12): 1462-1471.
  6. Inoue, S. et al. Pediatric Acute Anemia. MEDSCAPE. Aug. 22, 2017, [consultado em 17 Jul. 2019], Disponível em: https://emedicine.medscape.com/article/954506-overview

AWGP – Jul. 2019

X