SÁBADO, 26 NOVEMBRO

Mesa Redonda – Anemia na Mulher – O Desafio da Gravidez

Hemoglobinopatias e gravidez

12:00 – 12:30

Moderadores

João Mairos e Aurora Belo

Palestrante

Carla Baleiras

As Hemoglobinopatias são um grupo heterógeno de doenças monogénicas hereditárias de transmissão autossómica recessiva muito frequentes em todo o mundo. As formas graves das hemoglobinopatias mais comuns em Portugal, são a drepanocitose e a β-talassémia. Nos últimos anos, tem-se verificado uma acentuada migração interna no País e o acolhimento de um número crescente de imigrantes provenientes de países com elevada prevalência de hemoglobinopatias. Justifica-se, assim, a revisão da metodologia de detecção de casais em risco de terem filhos com formas graves destas doenças e o estabelecimento de um apoio adequado aos mesmos, e às respectivas famílias, em consultas de aconselhamento genético e de diagnóstico pré-natal. A Direção Geral de Saúde recomenda a pesquisa de hemoglobinopatias a todas as mulheres em idade reprodutiva, em particular, nas consultas de planeamento familiar pré-concepcional ou, com carácter de urgência, na primeira consulta de gravidez. São discutidas as metodologias de abordagem destas principais hemoglobinopatias na gravidez.

X