SEXTA-FEIRA, 28 NOVEMBRO

Mesa Redonda – Anemia no Doente Oncológico

Anemias na mielodisplasia

17:00 – 17:30

Moderadores

Graça Porto e Dialina Brilhante

Palestrante

António Almeida

As SMD são um grupo heterogéneo de patologias caracterizadas por citopenias e progressão para leucemia aguda. O risco de progressão, e, consequentemente, de morte, nas SMD é calculado de acordo com numero de blastos na medula, o numero de citopenias e as alterações citogenéticas. No entanto, apesar da progressão para leucemia ser a causa mais frequente de morte nas SMD, a anemia, que se verica em cerca de 80% dos doentes, é masi responsável pela morbilidade nestes doentes. A média de idade dos doentes com SMD e de 70 anos, fazendo que seja frequente que estes sofram de outras patologias que por si agravam as consequências da anemia. Neste sentido, o objectivo terapêutico nos doentes com SMD de baixo risco é a redução da dependência transfusional. Para tal estão preconizadas diversas opções, com base nas características da doença. Os doentes com níveis de eritropoietina sérica inferior a 500UI/L têm cerca 50-75% de probabilidade de responder a eritropoietina. A imunossupressão tem-se demonstrado ecaz em produzir respostas hematológicas e reduzir dependência transfusional nalguns doentes com SMD de baixo risco, indiciando um papel signicativo do sistema imunitário na siopatologia das SMD. Os doentes com deleção isolada do braço longo do cromossoma 5 (del5q) beneciam de Lenalidomida, que obtém independência transfusional em cerca de 80% dos doentes. Nas SMD de maior risco o objectivo principal é travar a progressão para leucemia aguda mas também é de reduzir a gravidade da anemia. De momento a terapêutica mais ecaz, para além do transplante alogénico, é a Azacitidina. Com Azacitidina é possível obter respostas em cerca de 60% dos doentes, aumentando assim a sua sobrevivência de cerca de 1 ano para 2 anos após diagnóstico. O desenvolvimento de técnicas de biologia molecular permitiram caracterizar melhor a siopatologia das SMD, permitindo a descoberta de novas terapêuticas nas SMD.

X